Pesquisas científicas e tecnologia auxiliam na produtividade

Ao levantar dados históricos, é possível observar que de 10 anos para cá, a produção de trigo cresceu o dobro

Publicado em 18/10/2018

Foto: Divulgação BioTrigo/ Ron Lima

Compartilhe:

O Estado do Paraná produz atualmente 34,5 milhões de toneladas de cultivo agrícola. Dessas, 24 milhões de toneladas são grãos, ou seja, produção de soja, milho, trigo. Os agricultores utilizam cerca de 5.500.000 hectares de terra apenas para a produção de soja. A partir dessa análise, vale destacar que o Paraná é considerado o segundo maior produtor de soja do Brasil. Os bons resultados apresentados pelo agricultor paranaense nos últimos anos se deve também ao aumento das pesquisas científicas e a tecnologia aplicada na hora do cultivo.

De acordo com o chefe da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento (Seab) Regional Cascavel Manuel Marcio Chaves, no Paraná não há mais área geográfica para expandir na plantação. “Agora nós temos que expandir em produtividade”, destaca. Ao levantar dados históricos, é possível observar que de dez anos para cá, a produção de trigo cresceu o dobro, o que segundo Chaves, se deve ao aprimoramento das pesquisas científicas. “A produção já apresenta um crescimento bem significativo, já que há dez anos nós produzimos por hectare cerca de 1.200 quilos. Hoje esse número ultrapassa 4 mil quilos por hectare”, aponta.

Já o cultivo da soja também ultrapassa a média nacional de quatro mil quilos por hectare. “Isso tudo em função do crescimento da pesquisa científica. Além do desenvolvimento da tecnologia que aumentou muito a produtividade”, salienta Chaves.

 

PRODUÇÃO

O Brasil é um país privilegiado em produção agrícola, já que ele possui um clima tropical, o que favorece a produção durante todo o ano. “Muitas vezes, são feitas quatro safras no ano. Temos milho safrinha, conhecida como a segunda safra, apresentando 2 milhões de toneladas colhidas”, destaca o chefe regional da Seab.

Desses dados o Estado do Paraná compõe, ao todo, 2% do território nacional, o que corresponde a 18% da produção brasileira de grãos. Segundo o técnico do Departamento de Economia Rural da Seab Toledo Paulo Oliva, Toledo e Cascavel integram cerca de 19% da produção de soja do Estado com produção de 1.930.435 toneladas em Cascavel e 1.707.862 toneladas de soja em Toledo.

Ainda de acordo com o técnico, as expectativas para o cultivo atual são boas, já que o plantio de milho e soja está sendo concluído dentro do prazo esperado na região. “É esperada uma produção maior que a do ano passado de 19.124.953 para 19.596.356. Um cenário muito bom em relação a 2017”, salienta.

A chuva facilitou o cultivo da soja, mas prejudicou a colheita do trigo que está atrasada com 5% da área ainda por colher. “Isso vai resultar na diminuição da qualidade do grão”, comenta Oliva.

 

CLIMA

Para que a produção seja de sucesso, um dos quesitos a ser analisado é o clima, que principalmente no Paraná reflete diretamente na produção, por conta das fortes geadas ou veranicos, que dependendo da intensidade podem quebrar o produtor. A coordenadora do curso de agronomia da FAG Ana Paula Mourão conta que a tecnologia está sendo cada vez mais utilizada a favor dos produtores. “A maneira de mudar é preciso o melhoramento das tecnologias para aprimorar genes de resistência a seca ou ao excesso de umidade. Precisamos frisar que para a agronomia, doença na planta significa diminuir a produtividade. Com isso, a tecnologia pode vir a minimizar esses problemas, já que nós entendemos o clima, mas não o dominamos”, finaliza. 

Fonte: https://www.jornaldooeste.com.br/noticia/pesquisas-cientificas-e-tecnologia-auxiliam-na-produtividade

Receber Bionews

Notícias Relacionadas

Atendimento

Segunda à sexta das 07:30 às 12:00
e das 13:00 às 17:20

Passo Fundo - RS

Estrada do Trigo, 1000
Bairro São José - CEP 99052-160
Caixa Postal 3100

+55 54 3327-2002
biotrigo@biotrigo.com.br

Campo Mourão - PR

Rodovia BR 158, 3741
Avelino Piacentini, KM 8 - CEP 87309-700
Bairro Jardim Batel II

+55 44 3525-6447
regionalnorte@biotrigo.com.br